Todo Garoto Tem

Série Garotos Livro 3

Every Boy`s Got One


Meg Cabot


SINOPSE:


Essa era uma viagem que tinha tudo para dar certo: Holly e Mark decidem fugir para se casar numa villa do interior da Itália, tentando evitar o stress causado pela diferença de religião entre suas famílias. Para acompanhá-los como madrinha, dama de honra e melhor amiga da noiva, a cartunista Jane Harris, uma mulher divertida e engraçada que mal pode esperar pela sua primeira viagem ao exterior. Mas é claro que Mark também convidou o seu melhor amigo, o jornalista internacional Cal Langdon, que passou os últimos anos em campos de guerra, plataformas de petróleo e outros lugares inóspitos.

Já no aeroporto, Jane e Cal sofrem de total ódio à primeira vista, e qualquer tentativa de aproximá-los parece ser totalmente inútil: enquanto Jane acha o jornalista um chato terrível, um cínico que não acredita em amor e nem ao menos conhece o personagem de quadrinhos criado por ela, a impressão que Cal tem da cartunista é a de uma mulher ligeiramente maluca para quem o fato mais impressionante a respeito do Coliseu é que Britney Spears gravou um comercial lá.

Mas o que ninguém esperava era que somente esses dois pudessem salvar o casamento de seus melhores amigos. E, nessa inesperada união entre opostos, Cal e Jane acabam por descobrir que, mesmo que não pareça, existe algo que todo garoto tem.



COMENTÁRIOS:


Este é mais um livro de Meg Cabot, que conta sua história através de e-mails e diários e o terceiro da série Garotos. Foi o que mais gostei dos três e que saiu do cenário apresentado nos anteriores; nada de escritórios na Inglaterra e sim uma villa na Itália e outros cenários adoráveis.

Jane é uma cartunista excêntrica, que ama cultura popular.
Cal é um repórter e autor de um bestseller sobre o poderio petrolífero da Arábia Saudita.
Jane vai a Itália como madrinha de sua melhor amiga e Carl para ser padrinho de seu melhor amigo. Eles se odeiam a primeira vista, mas decidem tentar manter uma boa convivência pelo bem dos amigos. Mesmo se esforçando, não conseguem disfarçar que, o que um gosta, o outro detesta.
O romance é divertido e rápido e as lutas verbais entre o casal principal são engraçadas. Foi agradável ler algo diferente (em parte) escrito por Cabot, já que os livros dela estão começando a ficar todos muito parecidos (principalmente nos pontos negativos). O mais chato é que todas as protagonistas dela estão parecendo a mesma pessoa.
Bem, este livro vale a pena, especialmente quando você fica sabendo que Cabot usou fatos que realmente aconteceram com ela e o marido quando fugiram para a Itália a fim de se casarem. As reviravoltas cômicas, como geralmente ela consegue escrever, são engraçados e as pirações da protagonista são mais controladas, não deixando-a parecida com uma garota de seus 14 anos.

AQUI!!!!
Capa brasileira.
Feinha pacas ^^

Bonitinha.

Estranha e ao mesmo tempo divertida.

Sem graça.

4 comentários:

Paty Souza disse...

Oioi.
Até hoje não li nada dessa autora, apesar de ter livros dela aqui.
Parece ser uma narrativa bem teen.
Gostei da dica.

Beijos
Leituras da Paty

Paty Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paty Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Arismeire Kümmer Silva disse...

Oi, Paty, bem vinda.
Sobre esta série da Meg Cabot, era para ser literatura adulta, mas pelo jeito ela tem problemas na hora da escrita e os livros ficam com ares de literatura YA :-D
Bj, Aris.

 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon