A Herança Tilsit

Catherine Gaskin

SINOPSE:

"A herança Tilsit - Com uma história fascinante que se desenvolve em três cenários distintos, o Caribe; Nova York, que é residência de Ginny durante cerca de um ano; e a sombria Inglaterra dos castelos antigos e tradições seculares, e um enredo romântico entremeado de lances dramáticos e de muito suspense, A Herança Tilsit apresenta personagens marcantes, como a própria Ginny, figura central do romance, seus pais, a tia Isobel e a avó Jane, e ainda o arquiteto Jim MacAdam e Mark Bostow, funcionário da cerâmica Tilsit, que se envolvem romanticamente com Ginny.
Antiga mansão de Isobel Tilsit e a sua fábrica de porcelana inglesa mundialmente conhecida ficavam à distância de apenas algumas horas de avião a jato da decadente plantação de cana de seu irmão John, nas Antilhas.Entretanto, o passado comum dos dois era tão amargurado que havia anos um não mencionava o nome do outro. Subitamente, Ginny, filha de John, ligada a esses dois mundos, vê-se obrigada a optar entre o oferecimento estranho e um tanto assustador da tia, que quer doar-lhe fortuna e situação, e a herança de pobreza e amor que lhe oferece o pai. Como poderia uma adolescente tomar uma decisão que iria talvez influir em toda a sua vida, sem conhecer certos fatos que todo o mundo parecia decidido a ocultar-lhe?
Catherine Gaskin transporta-nos de uma pitoresca região das Antilhas para a magnificência de "Tilsit", onde Ginny enfrenta provocações, aventuras e um amor violento. Romance de uma jovem que, investigando o mistério da herança da Família Tilsit, chega à compreensão de si mesma. "


COMENTÁRIOS:

Como de costume Catherine Gaskin explora algum tipo de industria em sua trama, ensinando ao leitor coisas interessantes, desta vez sobre cana de açúcar e cerâmica (em outras obras dela que já li ela falava sobre vinhedos, sobre cristais, sobre Whisky e até sobre falcoaria)). A cada livro desta autora ela me ensinou algo interessante e eu espero que tenha sido assim com mais pessoas. Se nada mais valesse a pena (o que não é o caso) as sequencias sobre como algo funciona (neste livro o mundo da cerâmica, especialmente) são fantásticas.
Bem, este livro é classificado como uma novela de romance e suspense, mas eu não encontrei muito suspense nesta leitura. Eu diria que é mais sobre uma garota jovem se tornando mulher. Ginny, a protagonista, nasceu em uma ilha do Caribe, foi educada em um convento e, após uma proposta inesperada da tia, com quem seu pai não mantinha contato a muitos anos, se vê partindo para uma mansão centenária inglesa e conhecendo uma família que lhe era estranha.
Tudo na família Tilsit girava em torno das cerâmicas chinesas que foram a origem de sua riqueza e de sua própria linha de cerâmicas. Quando eu digo tudo, é tudo mesmo. Os parentes da jovem Ginny são obcecados pelo o assunto e até quem não tinha laços sanguíneos, mas trabalhava na fábrica, sofria deste mal. Logo, a protagonista está tão envolvida pela história da família, que cai sob o mesmo feitiço.
A mansão Tilsit é um lugar muito interessante e Gaskin não decepciona em sua descrição, assim como não decepciona na criação das pessoas que lá vivem e suas motivações. O que realmente me incomodou foi a falta de personalidade de Ginny. Ela vai para a Inglaterra porque seu amor fora rejeitado e lá ela se apaixona perdidamente por outro homem, só para deixá-lo pelo primeiro amor. Ela simplesmente não sabia o que queria e então decide escolher a opção mais confortável. Decepcionante.
Não considero um dos melhores livros desta autora, mas ele não é ruim...claro que poderia ter sido bem melhor se o desfecho fosse outro, mas... o que se pode fazer; nem sempre as histórias acabam como desejamos, certo?!


Eu gosto muito da moça ao fundo,
mas não gosto da forma que encaixaram o casal no detalhe.

Interessante colocar parte dos personagens na capa.
Não lembro direito quem é quem,
mas posso chutar :-)

Bela capa. Gosto deste estilo.

O casal central é belo,
mas a história se passa em fins dos anos 50 e inicio dos 60,
então, a imagem não tem nada a ver.

2 comentários:

Pandora L. disse...

Adoro romances em que aprendemos coisas, é sempre bacana quando o autor nos mostra seu conhecimento na história, nos dá detalhes, explicações. Um vez li um romance em que a protagonista era uma fotógrafa, ao longo da narrativa aprendi sobre câmeras, ângulos e filtros, foi uma leitura bem rica. Pena que a mocinha desse livro não tem personalidade, gosto de ver a personalidade se construindo, mas pelo que entendi desse final, talvez eu não vá gostar mto, mas vou dar uma chance =3 obrigada pelo link!
uma ótima noite!
Pan
Acesse o Pan's Mind
Loja Virtual Geeku Line

Arismeire Kümmer Silva disse...

O final satisfatório depende do estado de espírito na época, eu caho. O que eu gostava anos atrás agora me deixa frustrada, hehehehe.
Seja sempre bem vinda, Pandora.
Bjos, Aris.

 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon