As lições das últimas semanas

Lição Número Um:

Sempre comprava na mesma banca aqui na minha cidade,alias,nas mesmas bancas.Uma delas tinha os produtos mais cedo que a outra,mangás e quadrinhos e a outra tinha uma dona muito simpática e lá eu comprava revistas gerais,como revistas de cinema.
Na primeira banca,em que eu comprava mangás e afins,gastava uma boa quantidade de dinheiro,porque coleciono muitos mangás e meus quadrinhos favoritos estão caros.Sendo assim,costumava dar cheques predatados,pra poder ter minhas coisas,porque elas vinham em dias/semanas separadas.Mais de uma vez o dono descontou os cheques pré-datados antes do dia marcado,mas,felizmente,já tinha entrado o dinheiro do mês na minha conta.Acontece que,certo dia,o dono,que havia concordado com o esquema dos cheques pré-datados,fez um grande drama,reclamando do pouco lucro que ele tinha com o que vendia para mim.Não querendo prejudicar ninguém,pedi meu cheque de volta( detalhe,era produto que eu costumava comprar ou ficava na prateleira).Comentário muito educado do referido dono da loja:"Mangá não é artigo de primeira necessidade,não tem dinheiro,não compra"...e outra pérola..."Tu é cara de pau mesmo,querendo dar cheque pré-datado".
OK...eu pedi,ele concordou.Sei que ninguém tem obrigação de vender produtos com cheques pré-datados,mas ele concordou e desaforo eu não gosto...mesmo.Além disso,o cara tinha pedido um favor; para eu encomendar dois livros para ele,no meu nome, numa livraria especializada para estudantes e professores, porque lá é mais barato...acontece que no dia seguinte ao pedido ele comprou de um amigo e não me avisou.Eu tive que pagar e ficar com os livros...tão simpático da parte dele...e eu que sou cara de pau.
Resultado: não querendo prejudicar ninguém,não compro mais nada com ele.Encomendo da Banca 2000 ou vou a Porto Alegre comprar.Peninha...é assim que se perde a clientela.

Lição Número Dois:

A dona simpática da segunda banca liberou um cheque de 15 reais que ela jurou que não ia liberar antes do dia 6.Resultado:duas taxas descontadas em folha de 17,50=a 35 reais,mais o incômodo de sair atrás da droga do cheque que ela repassou,cheques travados porque o maldito cheque foi descontado e o banco não registrou,nome no banco central,ida ao banco,na fila uma hora,multa de 29 reais pra tirar o nome do banco central e desbloquear meus cheques.E eu ainda fiz um chaveiro e dei para ela antes porque achava ela muuuiiito legal.


Resultado das lições:Nunca,nunca mais dou cheque baixo em bodega de quinta categoria e nunca,nunca volto num lugar aonde sou mal atendida:)

2 comentários:

Thays disse...

Hoje o cheque pré já é tido como documento válido, por isso se vc dá um pré datado tenha certeza que a pessoa marque na sua frente colocando o "BOM PARA" aquele famoso, assim se a pessoa "soltar" o cheque antes vc pode exigir que ela indenize as taxas e multas para tirar o nomo do CCF (cadastro de cheques sem fundo) que só entrou por culpa da pessoa e não sua, vc avisou que antes daquela data não teria dinheiro, portanto nada mais justo que o errado arque com as consequências, em Torres eu fiz uma farmácia me pagar a taxa que na época era de dez reais.

Iuri Fiedoruk disse...

E a dona da banca era tão simpática...
ainda acho que ela fez por desespero porque estavam cobrando ela e nem viu os cheques que passou adiante, mas isso não é desculpa de jeito nenhum, deveria ter vergonha na cara e se oferecer para pagar os gastos.

 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon