Meia Noite

Midnight.


Dean Koontz.


SINOPSE:


Fatos estranhos se sucedem na pitoresca Moonlight Cove, um balneário idílico da costa norte da Califórnia, onde figuras sobrenaturais parecem saltar ao som de uma música noturna que só elas podem ouvir. Uma série de mortes inexplicáveis ocorre naquele pequeno paraíso, cujos habitantes guardam um segredo sombrio e aterrador.
Quatro personagens numa corrida macabra para enfrentar as trevas que se abatem sobre um povoado, ameaçando todos aqueles que ousam se aproximar...



COMENTÁRIO:




O livro tem inicio com a morte de uma mulher que praticava corrida na praia de Moonlight Cove numa noite de nevoeiro. Os atacantes são criaturas desconhecidas. Ao ler ficamos na dúvida se ela é atacada por pessoas, animais ou uma espécie de mistura entre os dois tipos. As cenas transmitem uma sensação de angustia, porque você tem certeza absoluta de que a mulher não vai conseguir escapar e então, de repente, ela quase consegue, só para ser abatida em seguida.


Ao mesmo tempo que acompanhamos as consequências desta morte, presenciamos fatos ocorrendo a outros moradores do balneário, como a menina que acredita que seus pais foram substituídos por alienígenas, o veterano do Vietnan e seu adorável cachorro, que sentem que algo está muito errado com as pessoas do lugar, o milionário que sediou seus negócios em Midnight Cove e é responsável pelo que está acontecendo...


A irmã da mulher morta no primeiro capítulo chega à cidade para investigar sua morte, insatisfeita com o veredicto de suicídio dado pela polícia ( a esta altura eu me perguntei: peraí, como suicídio se as criaturas arrancaram os pedaços da mulher?) e acaba por conhecer os outros protagonistas da história (a menina, o veterano e seu cachorro e um oficial do FBI de passagem na cidade para investigar certos desaparecimentos) em meio a uma luta alucinada pela sobrevivência.


Ao mesmo tempo que acompanhamos nossos mocinhos também acompanhamos o milionário que orquestrou toda a loucura que impera em Midnight Cove, o chefe de policia (personagem muito importante, na minha opinião e que tem mais de seus pensamentos e "sentimentos" revelados do que dos heróis) e outras pessoas, integrantes do novo mundo e que foram modificadas.


O povo da cidade, incluindo os policiais, passaram por melhorias, transformando-os em novas pessoas, na intenção de se tornarem seres perfeitos, mas há um problema com o processo e alguns começam a regredir, tornando-se selvagens (temos vários tipos de misturas animais, alguns tendendo para lobos, outros para repteis e até mesmo insetos). O difícil é saber quem está ou não transformado (creio que o mais bizarro de todos é o cara que se fundiu ao computador).


A uma certa parte da leitura eu não conseguia ver solução alguma, salvação alguma. imaginem um grupo muito pequeno de pessoas normais e uma cidade inteira de monstros sedentos de sangue. Como eu disse, o chefe de policia é muito importante e seu desempenho no final me fez dar pulinhos. Entusiasmante, bizarro, misterioso, absurdo... Meia-Noite é uma leitura deliciosa e eu gostaria de ver um filme baseado nele :-)


AQUI!!!!




3 comentários:

Carissinha disse...

Acredito que eu gostaria de ler esse livro. Parece interessante.

Beijos,
Carissa
http://artearoundtheworld.blogspot.com

Carissinha disse...

Acredito que eu gostaria de ler esse livro. Parece interessante.

Beijos,
Carissa
http://artearoundtheworld.blogspot.com

Arismeire Kümmer Silva disse...

Ah, eu gosto da maioria dos livros do Koontz. Este e Fantasmas são meus favoritos :-)
Ele consegue escrever algo na linha terror, ficção, ação e suspense que muito me interessa :-)

 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon