O Quadro Flamengo

Arturo Pérez-Reverte.


SINOPSE:


No final do século XV, um velho mestre flamengo introduz num dos seus quadros um enigma que pode mudar a história da Europa. No quadro, o duque de Ostenburgo e o seu cavaleiro estão embrenhados numa partida de xadrez enquanto são observados por uma misteriosa dama vestida de negro. Todavia, à época em que o quadro foi pintado, um dos jogadores já havia sido assassinado. 
Cinco séculos depois, uma restauradora de arte encontra a inscrição oculta: uis necavit equitem? (Quem matou o cavaleiro?) Auxiliada por um antiquário e um excêntrico jogador de xadrez, a jovem decide resolver o enigma. A investigação assumirá contornos muito singulares: o seu êxito ou fracasso será determinado, jogada a jogada, através de uma partida de xadrez constantemente ameaçada por uma sucessão diabólica de armadilhas e equívocos. 



COMENTÁRIOS:



A história se passa na década de 80 e a protagonista, Júlia, é uma restauradora de quadros. Enquanto trabalha na restauração de uma pintura flamenga do século XV -  A Partida de Xadrez” - cujo pintor é Pieter van Huys, Julia encontra algo instigante; ao fazer uma radiografia da obra descobre que, por baixo do pano da mesa em que os cavaleiros jogam xadrez, o pintor havia escrito: "Quis Necavit Equitem" ("Quem matou o Cavaleiro?").
Curiosa com a descoberta Júlia começa a investigar a história do quadro e descobre que o cavaleiro que está jogando com seu patrono, fora assassinado no Século XV, e isso a leva a concluir que a pergunta se referia a morte dele. Para descobrir a resposta é necessário analisar o jogo de xadrez retroativamente, ou seja, fazer as jogadas ao inverso até chegar na jogada onde o cavalo branco (que ela crê representar o cavaleiro da pintura) é "assassinado" no tabuleiro! Com o auxilio de  um antiquário homossexual seu amigo, um historiador e um jogador de xadrez, Julia dá inicio a esta missão, que rende ótimos momentos de investigação, num misto de arte, história e suspense.
Temos então dois planos: o jogo de xadrez e uma história de intrigas no século XV que precisa ser invetigada. No entanto, a trama vai mais longe! Ao descobrir "quem matou o cavaleiro?", Júlia se depara com algo aterrador: seus amigos estão sendo assassinados no presente, e para cada amigo assassinado, Júlia recebe um bilhete com a respectiva jogada para a partida no "Quadro Flamengo"! O jogo de xadrez ainda não terminou, e agora não são mais peças de madeira que estão "morrendo"!Ao mesmo tempo, a descoberta faz subir a cotação do quadro e galerias e vendedores de arte começam a disputá-lo.


MINHA OPINIÃO:

A sinopse do livro me chamou a atenção e eu o comprei, isso mais de uma década atrás. Nunca tinha ouvido falar nada sobre o autor, mas não me arrependi. A narração desperta o interesse, os personagens são todos ótimos, o ambiente é muito bom e por aí a fora. Desde o momento que Julia descobre a inscrição é difícil não partilhar do entusiasmo e da curiosidade que ela sente e, mais tarde,  do pavor ao perceber que um psicopata está matando seus amigos de acordo com o jogo de xadrez do quadro. Passei tecendo suposições de quem seria o assassino e não me decepcionei com a solução das tramas. O livro é perfeito em cada paragrafo, realmente.
Fizeram um filme baseado no livro e que eu descobri por acaso na locadora (quando eu ainda entrava em locadoras, hehehehehehe) com o título de Xeque-Mate ( não confundir com o excelente Lucky Number Slevin). O filme é péssimo. Mudaram as características físicas e emocionais dos personagens, aumentaram o romance, diminuíram o mistério e conseguiram uma droga, como geralmente acontece com adaptações de livros se não houver respeito e cuidado ¬¬
Em resumo, recomendo o livro, não recomendo o filme :-)





0 comentários:

 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon