Anna e o Beijo Francês

Stephanie Perkins

SINOPSE:

Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgett, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto - que tem namorada. Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer? 

COMENTÁRIOS:

Enquanto eu lia Anna e o beijo Francês eu chegava a algumas conclusões que, de certa forma, me surpreenderam; considerei Stephanie Perkins uma boa escritora (especialmente por esta ser sua estréia, segundo o que li na internet), que apresentou um material leve e bem escrito, com uma desenvoltura charmosa. Algumas passagens do livro foram realmente bonitas/fofas/interessantes. Feita esta avaliação, posso afirmar que detestei o livro.
Me surpreende que todas as resenhas que li feitas sobre a publicação brasileira elogiam o livro de tal forma, que parece a invenção do século. Eu me esforcei para ver o que tantas pessoas viram e simplesmente não consegui. Àqueles que amaram o livro, não fiquem indignados; é apenas a minha opinião e ela não vai mudar.
Eu gosto de romances sem uma trama mais profunda, que se dedicam apenas ao dilema de um casal e o caminho que percorremos para vê-los juntos no final. Gosto mesmo... mas para isso também preciso gostar dos protagonistas e do comportamento deles. Eu não gostei de Anna e detestei St. Clair. Étienne St. Clair é um idiota. A autora o descreve como o rapaz mais perfeito possível de imaginar; o par perfeito! Acontece que acho difícil aceitar um idiota covarde como exemplo de perfeição.
Vamos falar sobre o motivo que impede Anna e St. Clair de ficarem juntos já desde o primeiro capítulo: St. Clair tem uma namorada há coisa de um ano e não quer terminar o namoro. Mesmo não estando mais apaixonado pela namorada, Ellie, St. Clair prefere ser infeliz com ela do que fazer mudanças em sua vida (o rapaz perfeito tem medo de mudanças). Eu não considerei este comportamento o de um rapaz adorável, bondoso, amigo, etc,etc,etc como ele é descrito até a exaustão no livro; na verdade eu achei que ele tratou a namorada de uma forma abominável! Parece que ninguém pensou que, assim como ele tinha cansado de Ellie e ficava cercando Anna sem nunca se decidir, algum dia faria a mesma coisa com Anna, caramba!!
Na irritação causada pelo casal de protagonista (a maior parte por conta de St. Clair), me voltei para os "coadjuvantes", esperando por algo que me cativasse, só que todos os demais personagens estão presentes no livro apenas para figurar no romance dos protagonistas. Por exemplo, Meredith, a moça que faz companhia a Anna em sua primeira noite no dormitório, consolando-a. Ela poderia ser tão mais, mas só aparece para encenar sequencias de ciumes de St. Clair. A outra amiga, Rashmi, só aparece para afirmar a Anna que St. Clair se sente atraído por ela; A "loira má e popular" Amanda, só aparece para atacar a mocinha por sentir ciumes de St. Clair. Até Ellie, a namorada, está lá para ser "má" só por ser a namorada de St. Clair.
Uma passagem que reeeeeeeeeaaaalllllllllmente me irritou foi uma sequência em que St. Clair está bêbado no quarto de Anna e Ellie aparece lá para levá-lo com ela. A moça está zangada e eu achei que ela tinha muitos motivos para isso. Eu ficaria P... da vida se meu namorado estivesse bêbado no quarto de outra, se escondendo de mim. Pois bem, no meio disto tudo Anna fica com raiva de Ellie por não compreender St. Clair... sério?! Que guria irritante!!!!
Outra coisa que me irritou bastante foram as tentativas de fazer Ellie parecer culpada de toda a situação (o fato de St. Clair não amá-la mais) por parecer fácil (leia-se: usar roupas chamativas, gostar de festas, ser despachada... enquanto tudo isso Anna é recatada, divertida... uma fofinha).
Tanto Anna quanto St. Clair são hipócritas. Tudo o que eles fazem, criticam nos outros, ou será que ninguém percebeu que enquanto Anna surtava pela traição da amiga, ficando com o cara que ela gostava, era a mesma coisa que ela estava fazendo com Meredith????
Outra coisa que não entendi foram os comentários sobre o livro ser hilário. Não entendi a definição. Só consegui encontrar Anna não tendo noção de nada, se mostrando uma incapaz ou agindo como uma idiota. Não ri e se quer sorri com as tolices de Anna; pelo contrário, me irritei bastante. Protagonistas "engraçadinhas e burrinhas" são muito, muito irritantes. Quando digo burrinhas quero dizer daquele tipo que não percebe que os garotos estão dando em cima dela, que não sabem resolver nenhuma situação, que fazem tempestade num pires.
Eu poderia citar mais uma penca de motivos por eu não ter gostado do livro, só que me aprofundaria demais e acabaria revelando toda a história. Só posso dizer que fui cheia de expectativas ler Anna e o Beijo Francês e não gostei. Se alguém pensar: "ah, mas você não pode esquecer que é um livro voltado para adolescentes", eu respondo o seguinte: com base no que eu gostava de ler quando era adolescente, eu teria odiado este livro ainda mais.
Otimista, logo pretendo ler Lola, na esperança de gostar.
Pequena observação, que o Blog Strangemore citou: Anna é Anna Paquin, sem dúvidas (fenda entre os dentes, nome e até a mecha no cabelo que ela usou no sofrível filme X-Men).


Eu achei esta capa totalmente sem graça.
Alias, são raras as capas com fotos que me agradam.

Típica capa de preguiçoso!

Se livros fossem comprados pela capa 
acho que este dificilmente sairia da prateleira.

Ugh!!!

Só uma coisa a dizer: ANNA É MORENA!

Mais uma vez: MORENA!!! 
Ela usa apenas uma mecha descolorida.

Mais fotos ¬¬

*SUSPIRO*

Desisto!

Aqui Anna, obviamente inspirada em Anna Paquin.

PS: não vou citar o nome de quem fez a tradução porque muitas pessoas não gostam que citem, mas o arquivo está intacto e os dados nele.

2 comentários:

Jessica Oliveira disse...

Oi Aris, eu ainda não li esse livro mas estou à horas namorando ele na livraria, assim que der com certeza ele será a minha próxima aquisição.
Beijos, adorei a sua resenha!

Arismeire Kümmer Silva disse...

Oi, Jessica :-)
Depois que você ler, me conta o que achou de Anna e o Beijo Francês :-D
Bj, Aris.

 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon