A Máscara da Sedutora

The Mask of Enchantress

Victoria Holt

SINOPSE:


PAIXÕES PROIBIDAS E IDENTIDADES TROCADAS - UM SOBERBO RELATO SOBRE UMA MULHER ESTIGMATIZADA PELA TRAGÉDIA.

Filha ilegitima de um fratricida Suewellyn Mateland é obrigada a deixar para sempre o castelo de seus ancestrais. Tornada órfã por uma catástrofe,é forçada a usar um perigoso disfarce para sobreviver. Tomada de paixão, é perseguida por murmúrios sinistros e cartas furtivas ... É o legado dos Mateland que a persegue. Terá que abrir mão de sua fabulosa herança para poder viver o amor a que tem direito....

COMENTÁRIOS:

A personagem principal, Suewellyn Mateland, viveu com sua "tia" e seu "tio" até os seis anos em uma pequena vila do interior da Inglaterra. Algumas vezes durante o ano uma outra "tia", mais jovem, bela e muito triste, vinha visitá-la e então as duas passavam o dia inteiro juntas e a menininha era muito feliz nestes momentos. Certa vez a bela "tia" a levou para um passeio longo. As duas encontraram um homem que estava a espera e fizeram um piquenique e pela primeira vez a menina viu Mateland e se apaixonou pelo castelo. Algum tempo depois a bela "tia" voltou e a levou embora, ao encontro do homem que participara do piquenique com elas. Os três viajaram para uma pequena ilha próxima a Nova Zelândia.
Acontece que Suewellyn era filha deste casal; uma filha ilegitima. Sua mãe havia conseguido um casal para criá-la, pagando a eles por isso (mas a menina nunca foi bem tratada na casa deste casal e nem pela maior parte das pessoas da vila).
Somente quando já era uma mocinha a protagonista ficou a par da história de seus pais. A esta altura temos um livro dentro do livro. A mãe da garota havia escrito tudo e Suewellyn lê conosco os acontecimentos do passado. Resumindo uma história cheia de idas e voltas, é o seguinte: a mãe da menina era filha do clérigo da vila. Sua prima era filha de um casal rico. As duas estudaram e conviveram desde pequeninas. As duas se apaixonaram pelo mesmo homem, só que a prima rica, meiga e doce o conheceu antes e ficou noiva dele. A mãe da protagonista só o conheceu no dia do casamento e daí, ele se apaixonou a primeira vista por ela. Desastre pronto! A mãe da mocinha foi passar uma temporada com o casal. No castelo do noivo viviam também outras pessoas, como seu irmão e esposa. Este irmão se apaixonou pela moça. Recapitulando:  temos dois irmãos casados apaixonados pela mesma mulher, que está apaixonada pelo marido de sua melhor amiga e prima. Tudo culmina com a morte de um irmão pelo outro e a fuga do casal para pegar a filha e sumir. Detalhe: o pai de Suewellyn abandonou não só a esposa, como a filha que teve com ela. Não consegui simpatizar com este casal porque a esposa dele era uma pessoa muito boa.
Pois bem, anos depois a meia-irmã da protagonista encontra a família e resolve ir incomodá-los. Esta meia-irmã se chama Susannah. Acontece que Suewellyn viaja para estar presente ao casamento de sua melhor amiga e o vulcão na ilha em que mora entra em erupção matando toda a sua família. Sem ter nada de seu, a moça assume a identidade de Susannah após ser confundida com ela. Daí temos o desfecho do livro e a parte mais interessante dele e, infelizmente, a mais curta.
A representação da heroína (será que ela vai conseguir se sair bem na sua encenação?), o herói misterioso, os segredos de família, os criados sombrios, a casa misteriosa, a descoberta, pouco a pouco do verdadeiro caráter de Susannah, tudo funcionou muito bem para mim. Eu fiquei tão envolvida a ponto de me morder de curiosidade para chegar logo ao final da história e depois fiquei triste por ter acabado.
Eu não revelei nem metade das tramas deste livro, então, se você gosta de mistério, assassinatos, amores trágicos, ódios intensos, castelos e por aí a fora, não deixe de ler, mas, não espere um livro agitado, porque a escrita é bem lenta, com muitos detalhes na parte em que a protagonista era uma criança e depois sua vida na ilha e pouco romance, pelo menos nada de agarramentos e cenas deslocadas de sexo.

Esta é a capa do meu exemplar.
Acho bem bonita.
Muito bela esta capa. Roupa de acordo com a época,
mas mocinha do livro é loira.
Muito bonita esta capa.
Até que não é feia.
Bonita.
Muito estranha, hehehehehehehe.

Capas Meus Livros 3

Mais alguns experimentos.
Aos poucos vou conseguindo algo que me agrade :-)






Fogueiras à meia-noite

Wildfire at Midnight

Mary Stewart

SINOPSE:

A bonita mas problemática Gianetta não parece capaz de escapar de seu passado, sua dor ou de seu ex-marido; nem mesmo em um hotel na remota ilha escocesa de Skye. Porém, um dos outros hóspedes do hotel também tem segredos a manter... e uma inclinação para o assassinato. E agora o assassino tem olhos apenas para Gianetta.

COMENTÁRIOS:

Quem lê este blog com certa frequência deve saber que sou louca pelos livros de Mary Stewart. Na minha opinião, Stewart é uma grande escritora, com a capacidade de presentear o leitor com heroínas que causam grande empatia, com cenários exóticos e atrativos e com tramas muito boas, de crescente tensão e ótimos desfechos.
Fogueiras à Meia-noite tem como cenários as Hébridas e sua protagonista é Gianetta Brook, uma modelo divorciada (algo raro para a época - 1956). A mocinha, que gosta de ser chamada de Janet, após um esgotamento físico (ela trabalhou até não mais poder após seu divórcio do escritor Nicholas Drury), acatou a sugestão do chefe e saiu de férias. Seus pais sugeriram uma visita a um hotel isolado onde pescadores e montanhistas costumavam se hospedar. Gianetta foi e, logo após a chegada, descobriu que seu ex-marido também era hóspede do hotel.
A moça percebe que algo não parece bem no hotel e descobre que uma jovem da vila mais próxima foi assassinada numa espécie de ritual, nas montanhas. Aparentemente o assassino era um dos moradores da vila, ou um dos hóspedes do hotel. Claro que tudo isso não ajuda a tornar o ambiente acolhedor e, a presença do ex-marido só piora as coisas para a protagonista.
O livro transmite a sensação de ser um mix de literatura gótica com uma mistério de assassinato britânico, ao estilo Agatha Christie. As coisas começam lentamente, mas a intensidade da história vai aumentando capitulo a capitulo, com cenas repletas de ação, como as relacionadas as buscas pelas montanhas por uma pessoa desaparecida e, o melhor de tudo, Gianetta fica em perigo, mas nada disso acontece por ela ter perdido a inteligência, como costuma acontecer com algumas mocinhas.
É divertido ler o livro, também, para acompanhar certos costumes da época (as modelos precisavam de acompanhantes para manterem o "bom nome", praticamente todos os personagens fumam, o ex-marido da mocinha a traiu, mas ela aceitava tranquilamente a culpa, já que o colocara de lado por conta da carreira, etc...) e acontecimentos que eram atuais (as celebrações da coroação da Rainha Elizabeth).
Enquanto o mistério é bem desenvolvido, o romance fica em ultimo plano. O relacionamento entre Gianetta e Nicholas nunca é aprofundado e, depois das palavras dela no inicio do livro sobre como foi o casamento de ambos, chegamos a um entendimento mutuo de que devem voltar a ser marido e mulher, mas, tudo bem, isso não chega a prejudicar a história, embora eu não tenha simpatizado com um mocinho que traiu a esposa por conta do seu egoismo.
Este não é um dos melhores livros de Mary Stewart, mas é um bom livro e vale a pena ser lido.
Esta é a capa do meu exemplar.
Gosto muito dela, apesar de estar meio desbotada.
Versão em inglês.
Gostei muito mais destes tons.
Muito charmosa esta capinha antiga.
Nota: a protagonista é ruiva mesmo.
Não é uma capa feia,
mas eu prefiro mais destaque nas imagens.
Típica capa sem personalidade.
Igualmente sem graça.

Quadrinhos 2

Novos Titãs - Teen Titans

DC 

Esta é a primeira série de quadrinhos que eu comecei a ler religiosamente e a colecionar com verdadeira dedicação. Não peguei a série desde sua origem; o grupo e a revista mudaram de nome algumas vezes e a "temporada" que tenho completa é a Novos Titãs (1983), mas vou falar um pouco deste grupo fabuloso desde o seu inicio.

TURMA TITÃ - 1964
Quando surgiram pela primeira vez em The Brave and the Bold 54 (1964), o grupo era composto apenas pelos heróis mirins: Robin (parceiro do Batman), Kid Flash (parceiro do Flash) e Aqualad (parceiro do Aquaman). Em The Brave and the Bold 60 o grupo apresentou um novo membro: Moça-Maravilha e passou a ser conhecido como Turma Titã. Após uma última aparição em Showcase 59, a Turma Titã recebeu sua própria revista: Teen Titans 1 (1966).
Nesta época os Titãs ajudavam outros jovens ao redor do mundo em casos simples, com vilões humanos, geralmente ladrões em larga escala. Em Teen Titans 4, Ricardito (parceiro do Arqueiro Verde), também ingressou na equipe. Ao longo do tempo mais membros passaram a fazer parte da equipe; alguns criados especificamente para ela, outros personagens já existentes, mas apenas os que citei até agora são considerados os Titãs fundadores.
Com o ingresso de novos integrantes e a evolução da revista o grupo recebeu um quartel general (O Covil dos Titãs) e passou a enfrentar vilões mais ameaçadores, até que se separaram e a Turma Titã chegou ao fim.
TITÃS DA COSTA OESTE - 1970
Os Titãs da Costa Oeste foram recrutados por Lilith (ex-membro da Turma Titã) para combater um misterioso e perigoso inimigo. Os integrantes deste grupo eram: Rapina, Columba, Lilith, Águia Dourada, Labareda e Rapaz-Fera (alguns deles ex-integrantes dos Titãs originais). Por um tempo os Titãs originais restantes se uniram a eles, mas assim que o problema foi solucionado estes se dispersaram novamente e o grupo chegou ao fim.
Eu li apenas algumas histórias deste período.
NOVOS TITÃS - 1983
A DC apresentou ao público um novo grupo de Titãs: Robin, Moça-Maravilha, Kid-Flash (originais), Mutano (antigo Rapaz-Fera), Cyborg, Estelar e Ravena (minha favorita). Foi Ravena quem reuniu os Titãs a fim de enfrentar seu demoníaco pai, Trigon. Após a derrota de Trigon o grupo permaneceu unido, dando origem aos Novos Titãs.
Nesta série a profundidade das tramas se intensificou; as motivações dos vilões eram frequentemente complexas, os arcos de histórias tinham roteiros muito bons e a arte era excelente. É nesta época que tivemos algumas das tramas mais complexas, como a que envolvia Terra, integrante dos Titãs que trabalhava para o Exterminador a fim de acabar com os integrantes do grupo. Ao longo das histórias Dick Grayson deixa de ser o Robin e se torna Asa Noturna, Wally West sai dos Titãs deixando de ser Kid-Flash para se tornar o Flash, sendo substituído por Jericó (Joseph Willson, filho do Exterminador. Eu amava o Joseph).
Está série eu tenho completa.

TROPA TITÃ
Tropa Titã é outra série derivada dos Titãs. A série foi publicada de 1991 a 1994 em 24 edições e 2 anuais. Vários pequenos grupos de Tropas Titãs do futuro, funcionam como uma célula terrorista na luta contra o ditador mundial, Lord Chaos, o filho de Donna Troy e Terry Long. Enviados dez anos no passado, sua missão é matar a Moça-Maravilha e prevenir seu nascimento. Killowat, Asa Vermelha, Dagon, Prestor Jon e Batalhão foram todos apagados da existência durante a história de 1994, Zero Hora, e a série foi cancelada. Miragem, Terra e Asa Mortal sobrevivem; está estabelecido que eles são da linha temporal atual. Miragem e Terra entram para a equipe principal e Asa Mortal é dominado por um espectro maligno de Ravena e vira-se contra os Titãs.
Esta sequência foi publicada no Brasil no título Novos Titãs, então, ela é parte integrante da anterior, como se fossem a mesma série. Isso significa que eu a tenho completinha.
TURMA TITÃ
Uma nova série Turma Titã começou depois de um ano, em 1996. Eléktron liderou o novo time, com Arsenal tornando-se mentor até o cancelamento da revista em 1998, já que a série tornou-se impopular com os leitores devido ao uso de novos personagens que não tinham ligação com encarnações anteriores da equipe. Os novos personagens foram criados devido a uma decisão editorial prevenindo o uso de Donna Troy, Asa Noturna e Ravena na revista.
OS TITÃS
O time foi revivido em uma série de 3 edições, Titãs/LJA, apresentando praticamente todos os personagens que já foram Titãs e mostrando o retorno de Cyborg. Esta série limitada culminou em Os Titãs em 1999. Esta encarnação da equipe consistiu de um mix da formação original: Asa Noturna (Robin), Tróia (Moça-Maravilha), Arsenal, Tempest e Flash (Wally West) junto com Estelar, Cyborg e Mutano, de New Teen Titans, mais Detonador, da série New Titans (1984) e Argenta, de Teen Titans (1996) e um novo membro chamado Jesse Quick. Esta versão durou até 2002.
Entre o fim de Teen Titans e o começo de The Titans, uma nova geração de jovens heróis (Superboy, Robin, Impulso, Moça-Maravilha, Segredo e Flechete), formaram a equipe Justiça Jovem. Ambos os grupos tiveram fim na série de três edições Titãs/Justiça Jovem: Dia de Formatura, que deu origem a um novo grupo Novos Titãs.
TITÃS L.A.
Gar Logan (Rapaz-Fera / Mutano) reorganizou a equipe e os Titãs da Costa Oeste foram rebatizados como Titãs L.A. com os seguintes membros: Mutano, Labareda, Arauto, Abelha, Terra, Hero Cruz, Capitão Marvel Jr. e Bushido. Mas o grupo teve vida curta. Logan achava que nenhum deles realmente se dedicaria à equipe, então, os Titãs de Los Angeles se separaram antes mesmo de iniciarem a equipe.

DIA DE FORMATURA
Nesta série Lilith e Tróia são mortas, o que causa um grande choque, especialmente por terem sido as primeiras mulheres do grupo. Asa Noturna decreta o fim dos Titãs e mais uma vez o grupo chega ao fim.
TURMA TITAN III
Enquanto isso, os membros da Justiça Jovem, especialmente a Moça-Maravilha, sentem-se responsáveis pelas mortes trágicas. Isso leva a Moça-Maravilha, Robin, Impulso e Superboy a formarem um novo grupo de Novos Titãs sob a orientação de Fogo da Noite, Homem Dragão e Devil Noob. Agora, os Novos Titãs são heróis de fim-de-semana. Eles apenas se reúnem para combater o crime quando não estão ocupados na escola ou fazendo seus trabalhos de casa. Esta formação sofreu algumas metamorfoses desde que iniciou. Koriander foi a primeira a abandonar a equipe, Cyborg ficou em estado de coma, Ricardita abandonou a equipe, Conner Kentt faleceu e Bart Allen abandonou a equipe e se tornou o novo Flash
Após Crise Infinita, todos os títulos da DC comics avançaram um ano na cronologia. Robin ficou um ano afastado, Cyborg passou um ano em coma, Garfield abandonou a equipe e  Ravena está desaparecida. 
Nesse ano perdido, é sabido que vários jovens heróis, novos e antigos, ingressaram os Titãs, mas todas formações duraram pouco tempo. Agora com dois novos membros, Fogo da Noite e Kid Demônio, a equipe se depara com uma busca por um traidor dentre os vários heróis que passaram pelo grupo durante o ano pós-crise. Após esse evento, Jericó retorna a equipe, que passou a ter uma nova formação: Robin (Tim Drake), Moça-Maravilha (Cassy Sandsmark), Cyborg, Kid Demônio, Devastadora, e os novos integrantes Miss Marte e Ravena. Depois de enfrentar os Titãs da Costa Leste, abandonaram a equipe: Ravena, Cyborg e Jericó.
Eu confesso que é tão confuso esse vai e vem que só entendi até o final da série que eu coleciono, publicado no Brasil em formatinho como Os Novos Titãs.

RESUMÃO DA MINHA COLEÇÃO:

Através da estranha chegada de Ravena às casas de Robin, Kid Flash e Moça-Maravilha, o grupo se reuniu novamente. Ela convocou o grupo para conter o ataque dos Gordanianos, que estavam tentando capturar Koriander, a princesa de TamaranTambém se juntaram ao grupo: Victor Stone, o Cyborg e MutanoAssim, o grupo decidiu permanecer unido como os Novos Titãs
Após algumas missões, ficou claro que a intenção de Ravena, ao reunir o grupo, era de deter seu pai, o demônio Trigon. Mesmo depois da derrota do demônio, o grupo permaneceu unido por longo tempo.
Os Novos Titãs enfrentaram diversos adversários como a C.O.L.M.É.I.A., Devastador, Exterminador, Quinteto Mortal, Irmandade Negra, Irmão Sangue e Komander, a irmã de Estelar. Durante o percurso do grupo uma amiga os traiu se associando com o Exterminador. Era a integrante do grupo, Terra.
Alguns heróis remanescentes da Turma Titã atuaram como aliados. Foi o caso de Aqualad, Tula e Lilith. Novos heróis como Quartzo, Jericó e o misterioso homem alado, Azrael. Esta formação acompanhou as tragédias decorrentes das Crises nas Infinitas Terras. Neste período, Tula, Columba e Quartzo morrem; Wally West assumiu o manto de seu mentor, o Flash; Estelar foi forçada a retornar a Tamaran para um casamento forjado, Moça-Maravilha tentou manter o grupo unido, mas sem sucesso e Asa Noturna saiu à procura de Ravena, que estava cativa de Irmão Sangue
Em seguida, Estelar retornou à Terra e se juntou novamente ao grupo e houve a admissão de Danny Chase como membro do grupo, durante o momento em que lutaram contra Godiva. Nesta época, também houve a descoberta de toda a verdade sobre o passado de Donna Troy em Nova Cronos. Após a volta dos heróis para à Terra, a Sociedade Gnu passou a capturar todos os possíveis integrantes do grupo para que servissem de cobaias em um experimento genético.
Descobriu-se mais tarde que os Gnus estavam sendo liderados por Jericó, um Titã, que fora possuído pelas almas corrompidas de Azurath. Neste evento, Águia Dourada foi morto, Aqualad foi gravemente ferido e, ao fim da crise, Jericó pediu a Slade (seu pai, o Exterminador) que o matasse a fim de terminar com a destruição. Em seguida, Arella (mãe de Ravena) se uniu a Danny Chase para juntos impedirem a loucura de Ravena. Assim, os três acabaram mortos no processo e novos integrantes surgiram: Estrela Vermelha, Pantha e Bebê Gnu.
Logo, um grupo de heróis do futuro viajou dez anos no passado para impedir que Donna Troy desse à luz a Robert Long, que se tornaria Lorde Caos, um terrível tirano da época futura. Após vários ocorridos, Lorde Caos foi detido sem que Donna morresse. Os heróis passaram a viver na fazenda de Donna, em Nova Jérsei.
Tempos depois, Arsenal passou a liderar o grupo, após Asa Noturna não concordar com o envolvimento do governo com o grupo. Faziam parte neste período: Arsenal, Lanterna Verde, Darkstar (Donna Troy), Minion, Terra II, Miragem, Impulso, Supergirl, Detonador e Rose Wilson.


AQUI, MINHA PERSONAGEM FAVORITA DOS TITÃS: RAVENA

Quadrinhos 1

Drácula, uma Sinfonia de Pesadelo ao Luar!

Graphic Álbum - 1989

J.J. Muth

Eu sou uma viciada por quadrinhos! Minha revista mais antiga é uma da Mulher Maravilha de 1976, que nem lembro como ganhei, mas guardo ela com carinho. Aos 14 anos, comecei a colecionar os Novos Titãs em formatinho (tenho a coleção completa). Depois disso só foi. O primeiro livro que escrevi foi inspirado da saga de Esmeralda, na revista do Super-Homem. Quadrinhos, quadrinhos, amados quadrinhos. Então, aos 18 anos, a primeira revista do Sandman, condensada: Estação das Brumas (Hoje tenho todas as edições em capa dura, de luxo). Depois de casada juntei minha coleção a do meu marido e isso resultou em quase duas estantes cheias de quadrinhos em vários formatos, das edições originais as de luxo, mais recentes. 
Este Graphic Álbum (Drácula...) eu achei de segunda mão e quando vi a arte enlouqueci. Para completar, gostei muito da história. Não lembro que idade eu tinha (mas devia estar na pré-adolescência) eu vi um filme na TV intitulado apenas Drácula, com Frank Langella no papel principal (o filmes era de 1979). Langella nunca mais fez algo semelhante e, confesso, ele me pareceu muuuuito sexy no papel título, com suas roupas chiques e capa preta. Pois bem, Uma Sinfonia de Pesadelos ao Luar tem uma história muito parecida, só que com um desfecho muito, muito melhor.
Não só a leitura é uma experiência inesquecível, como o visual é algo emocionante. As ilustrações aquareladas são tão perfeitas, tão delicadas, tão lindas que falam com quem lê e eu demorava vários minutos em cada página; eu lia, observava, devorava cada detalhe e depois, quando estava já em outra página eu voltava, apenas para memorizar bem tudo o que via.
Certa vez, meus colegas da faculdade de Desenho e Plástica estavam jantando na minha casa, assim como dois dos nossos professores. O professor de Desenho de Observação viu este Graphic Álbum e me ofereceu o que eu pedisse se eu vendesse para ele, hehehehe. Não vendi, é claro. Ele ficou bem frustrado.
Parece que no Mercado Livre tem exemplares a venda e o preço está bem amigo (entre 25 e 35 reais). Quem se interessar, lá é um bom lugar para procurar. Não perca esta chance, pois vale muito a pena.


Esta é a capa.



 
Mistério das Letras Blog Design by Ipietoon